Agamenon Almeida

A vida é a arte do possível na busca do impossível.

Textos


OS TRÊS CAVALOS

Certa vez ouvi um chefe dizer: "Um cavalo selado não passa na porta da mesma pessoa por duas vezes". Não sei por que, mas fiquei boa parte de minha vida achando que eu tinha perdido o meu cavalo.
Já com alguns cabelos brancos, um dia, conversando com o meu pai, falei-lhe da história do cavalo. Ele disse-me que a história não terminava ali, estava incompleta e mal contada.
- Como assim – perguntei-lhe.
- Na verdade a história tem três cavalos.

O Primeiro -
 é o "cavalo selado" que passa à nossa porta. Só que é um cavalo bravo, que precisa ser domado. Se você estiver preparado, poderá montá-lo e ir embora. Irá domá-lo e conseguira tudo dele. Se ainda não estiver preparado e resolver montá-lo assim mesmo, será jogado no chão muito mais cedo do que possa imaginar.

O Segundo -
 É um cavalo sem sela, que passa à
nossa porta de mansinho. Se você tiver uma sela ele o levará por todos os caminhos e será seu amigo. Mas se você não tiver a sela e resolver monta-lo 
assim mesmo, mais cedo ou mais tarde cairá dele.

O Terceiro -
 É um cavalo que passa à nossa porta sem sela e com uma pata machucada. Você precisa ter uma sela e de muita paciência para curar a pata machucada. Quando a pata estiver curada ele o levará aos confins da terra. Se tiver a sela e faltar-lhe paciência para esperar a pata machucada ficar curada e montá-lo mesmo assim, ele tropeçará e você e ele irão por terra.
- Mas pai, porque todo mundo só fala do primeiro cavalo?
- Porque é único que passa ruidosamente à nossa porta e a maioria das pessoas o percebem. Os outros chegam de mansinho e de mansinho vão embora. Para montar os cavalos é preciso viver a vida e aprender a ser sábio. Como a grande maioria das pessoas passam ansiosamente pela vida, elas se quer conseguem ver o primeiro cavalo.
Perguntei-lhe ainda: – Existe alguma forma de saber se os cavalos já passaram:
- Não. Mas conta à história que eles passam geralmente entre os seguintes períodos: o primeiro passa dos 15 aos 30 anos; o segundo passa dos 30 aos 45 anos e o terceiro passa dos 45 aos 60. Agora tem um detalhe: somente você poderá saber se algum dos seus cavalos já passou. Ninguém mais.
Depois de tudo isso que o meu pai falou, eu tenho uma coisa pra dizer:
Quando o meu primeiro cavalo passou, eu não estava preparado, resolvi não monta-lo e ele foi embora.
Quando o segundo passou, eu não tinha uma sela. Resolvi montá-lo assim mesmo e fui ao chão muito mais cedo do que esperava.
Agora estou montado no meu terceiro cavalo. Ele chegou mancando e eu já tinha uma sela. Com muita paciência curei sua pata ferida e hoje ele me leva tranqüilamente pelos caminhos da vida.
Agamenon Almeida
Enviado por Agamenon Almeida em 27/07/2007
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras