Agamenon Almeida

A vida é a arte do possível na busca do impossível.

Textos


O TEMPO


O tempo se vai, ligeiro, depressa
Que nunca é possível acompanhar
Fingimos que temos o tempo na mão
E não vemos, aflitos, o tempo passar

Mas quando a gente se olha no espelho
E não mais reconhece o próprio rosto
Desfigurado que foi pelo tempo
Se sente na boca um amargo desgosto

Olhado o passado, quase nada foi feito
E não mais tem jeito do tempo voltar
Por isso se chora o tempo perdido
Por não ser possível o tempo parar

Então se agarra ao que resta da vida
Achando que tudo agora pode fazer
Que se esquece que lá na esquina
Espreita a morte, pondo tudo a perder.
Agamenon Almeida
Enviado por Agamenon Almeida em 03/05/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras