Agamenon Almeida

A vida é a arte do possível na busca do impossível.

Textos


O ESPELHO

Porque me olhas assim, oh espelho
Porque insistes em mostrar a minha dor
Se te compraz em mostrar meus defeitos
Saibas que eles só me causam pavor

Por mais que tenha tantos anos vividos
Foi tudo tão pouco, só vejo agora
Ficaram no caminho tantas aventuras
Que não foram vividas e ainda sem hora

Só longe de ti, oh pretensioso espelho
É que me sinto um pouco melhor
Não vejo no rosto as marcas do tempo
Que tu insistes em fazer pior

Será que ainda há um resto de tempo
Pra fazer da vida um caminho feliz
E poder se olhar no espelho do tempo
Sem medo das marcas de cada cicatriz?



Agamenon Almeida
Enviado por Agamenon Almeida em 11/11/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras